Defesa Social

Alexandre Ribeiro

Itanguá recebe geomanta  

Por Nayara Miranda, postado em 16/08/2019
Fotos Lucas Calazans

Animado, o senhor Antônio acompanha a obra que está sendo realizada em uma encosta, no bairro Itanguá. Antônio de Mattos é mecânico e tem uma oficina de bicicletas, que fica exatamente em frente ao barranco. “Quando chove, a lama entra toda. Às vezes nem consigo trabalhar. Mas agora, depois de mais de 40 anos morando aqui, o meu sonho e de todos os moradores vai se realizar”.

O motivo da felicidade dos moradores de Itanguá, é que o bairro vai receber mais uma geomanta, desta vez na Rua Clarício Alves Ribeiro. Além deste, outros seis bairros receberão a instalação do revestimento em pontos considerados de risco. São eles: Oriente, Alto Lage, Aparecida, São Conrado, Bandeirantes e Porto de Santana.

Em Itanguá, a geomanta terá 3200m². As obras estão em fase final de preparação do terreno, para depois receber a ‘manta verde’. Com a finalização, a equipe da Defesa Civil parte para a próxima encosta, localizada na rua Alfredo Couto Teixeira, em Oriente.  

O secretário de Defesa Social, Alexandre Ribeiro, esteve no local e destacou a importância da conscientização da população para a conservação da geomanta. “Com as áreas de risco identificadas e o trabalho em andamento, também buscamos visitar as comunidades para fazer um trabalho de conscientização. O objetivo é garantir a durabilidade e a eficácia do serviço realizado pela Prefeitura. Entre os cuidados, não jogar materiais perfurantes ou fazer escavações na encosta protegida”, explica.

O que depender do morador José Nilton Facco, a geomanta será muito bem conservada, afinal, é um procedimento esperado pelos cidadãos da região. “Vai ser uma maravilha. E agora vai acabar o problema de lama, sem contar que vamos dormir mais tranquilos nos dias de chuva”, afirma.    

Proteção comprovada

Desde 2014, o município conta com o benefício da geomanta em 70% das áreas de risco do município. Com o revestimento, o terreno de áreas propensos a deslizamentos é protegido com a cobertura de um composto de PVC e argamassa. São mais de 25 mil pessoas protegidas, e desde a instalação, não houve registro de deslizamento nesses terrenos.

banner