Assistência Social

Danyelle de Souza Lirio

Famílias ciganas recebem cestas da campanha Cariacica Solidária

Por Joviana Venturini, postado em 11/05/2021
Fotos Divulgação

A Secretaria Municipal de Assistência Social (Semas) e a Gerência de Igualdade Racial realizaram nesta terça-feira (11) uma ação de distribuição de alimentos em acampamentos ciganos nos bairros Moxuara, Campo Verde e Santo Antônio. Foram 13 cestas destinadas às famílias que estão sofrendo os efeitos da pandemia. A entrega faz parte da campanha Cariacica Solidária.

“Essas famílias, que vivem em extrema pobreza, já vêm sendo assistidas pela equipe da Gerência de Igualdade Racial. Neste momento de pandemia, elas não estão conseguindo realizar as atividades de vendas”, explicou Danyelle Lirio, secretária municipal de Assistência Social.

Os moradores do acampamento estão sendo muito afetados, vivendo quase sem renda nenhuma. “A cesta está chegando num momento bom porque a gente está passando muito aperto. Eu não consigo trabalhar. Não aguento porque tenho muitas dores no braço. Meu companheiro não está conseguindo vender nada na rua. Ninguém consegue trazer dinheiro para nossas tendas. A renda do cigano varia, não tem dinheiro todo mês. Mas a gente tem que comer”, relata Ireni Maria de Jesus, 54 anos, integrante da comunidade cigana.

Campanha Cariacica Solidária

Até agora, a Prefeitura de Cariacica já entregou cerca de cinco mil cestas. A meta é chegar a 10 mil cestas entregues nos próximos meses.

A campanha "Cariacica Solidária" é realizada em conjunto com empresários locais e parceiros. Mas vale lembrar que todos os cidadãos que quiserem podem ajudar. As doações devem ser de alimentos não-perecíveis e materiais de higiene e limpeza.

O ponto de arrecadação é no Banco de Alimentos Josué de Castro, que fica na Rua Valfredo Ferreira Paiva, 82, Rosa da Penha. O horário de funcionamento é de segunda a sexta-feira, das 8h às 16h. Mais informações pelo telefone 99882-7564.

Cadastro

As pessoas que quiserem receber cestas devem fazer o agendamento para avaliação do cadastro nas unidades dos Centros de Referência de Assistência Social (Cras), que neste período de pandemia estão sendo feitos por telefone.

Além das famílias em vulnerabilidade social registradas nos Cras, a campanha já distribuiu cestas para trabalhadores de transporte escolar, para integrantes da Associação de Caranguejeiras de Nova Rosa da Penha, para famílias de trabalhadores ligados à Associação de Pescadores Artesanais de Porto de Santana e da Associação de Profissionais Avulsos do Espírito Santo, além de catadores de material reciclável.

banner