NOTÍCIAS

Busca
news

Carnaval de Congo de Máscaras de Roda D'Água: um reencontro do povo com a tradição folclórica de Cariacica

Foi com uma animação com clima de reencontro que aconteceu o Carnaval de Congo de Máscaras de Roda D'Água, depois de dois anos sem ser realizado por causa da pandemia. Uma programação especial foi montada pela Secretaria Municipal de Cultura e Economia Criativa (Semcec) em conjunto com a Associação de Bandas de Congo de Cariacica (ABCC) para celebrar esse retorno. Centenas de pessoas participaram dos festejos da tradicional folia cariaciquense, que aconteceram na localidade da zona rural, nesta segunda-feira (25), Dia de Nossa Senhora da Penha, padroeira do Espírito Santo. Dezenas de mascarados, vestidos como João Bananeira, fizeram a alegria dos visitantes, que posavam para as fotos ao lado do personagem folclórico, que tem o rosto coberto pela máscara e o corpo tapado com folhas de bananeira. O prefeito Euclério Sampaio e o governador Renato Casagrande participaram da festa. "Não há nada como sentir o calor humano, a vibração dos instrumentos, os cantos tradicionais e as pessoas festejando esse momento tão lindo, histórico e marcante para o município", disse a secretária de Cultura e Economia Criativa, Nina Santos, que também dançou ao som das bandas. A festa contou com presenças das bandas de congo locais São Benedito de Piranema, Santa Izabel, São Benedito de Boa Vista, Unidos de Boa Vista, Mestre Tagibe, São Sebastião de Taquaruçu e Apae Cariacica, além da banda mirim do Mestre Tagibe e bandas de outros municípios da Grande Vitória. "Realizar o Carnaval de Congo de Máscaras após dois anos sem a festa presencial é a oportunidade de dar visibilidade a essa tradição centenária que faz parte do contexto histórico-cultural do povo cariaciquense”, avalia o presidente da Associação de Bandas de Congo de Cariacica (ABCC), Jefferson de Azevedo Fernandes. A festa do congo contou com vários estandes com venda de alimentos para a população, oficina de confecção de máscaras do João Bananeira e exposições da Casa Sol - Economia Solidária Local e da Associação dos Produtores de Artesanato de Cariacica (Aproac).