Discussão sobre mobilidade ouve setor de transportes em Cariacica

Por Marlon Marques, postado em 23/01/2019
Fotos Lucas Calazans

A primeira reunião da Associação Empresarial de Cariacica (AEC), que reúne os maiores investidores no município, foi inteiramente dedicada à discussão sobre mobilidade. Técnicos  da Secretaria de Desenvolvimento da Cidade e Meio Ambiente (Semdec) apresentaram o Plano de Mobilidade que está sendo elaborado e apontaram algumas diretrizes, ao passo que os empresários contribuíram com dados e sugestões. Entre os pontos elencados pela equipe da Prefeitura estão ativação de áreas com pouca o nenhuma circulação, principais vias de escoamento de cargas e definição de áreas para novos conglomerados empresariais. Para isto, o Plano Diretor Municipal (PDM), que já está para votação na Câmara de Vereadores, foi norteador.


O encontro foi na manhã desta terça-feira (22) no auditório da AEC, em Jardim América, e contou ainda com sa presenças do secretário Cláudio Denicoli e do prefeito Geraldo Luzia de Oliveira Junior, o Juninho. A apresentação mostrou pontos que são considerados estratégicos pelo município para o crescimento e desenvolvimento econômico. Este estudo é pioneiro em Cariacica e aponta alguns números que podem surpreender. Por exemplo, 65% dos moradores se deslocam diariamente dentro dos limites da própria cidade, desmistificando a ideia de cidade dormitório e mostrando que a cada apresenta mais opções de emprego e educação de qualidade.




Pedro Paulo e o prefeito Juninho pontuaram a importância da BR-447 para viabilidade do Porto de Vitória

Pedro Paulo e o prefeito Juninho pontuaram a importância da BR-447 para viabilidade do Porto de Vitória


O coordenador de Planejamento urbano, David Coelho Nogueira, explicou que ouvir a sociedade em todos os setores é importante não só no momento de elaboração, mas constantemente para que o Plano reflita a exata necessidade do município. "O plano preconiza a diversidade de modais, mas integrando estes tipos diferentes. Porém, nosso maior desafio é que Cariacica não é isolado, está no coração da Grande Vitória e somos  o eixo de entrada para os portos de Vitória e Vila Velha", completou.


Pedro Paulo Fatorelli, representante do setor de cargas, analisou a situação do Porto de Vitória e apontou que este é o momento para se pensar logística. "Após as obras de dragagem realizadas, quando investiu-se mais de R$ 180 milhões, a perspectiva é que os portos de Vitória, que hj movimenta 7 milhões de toneladas, ampliem rapidamente em 50% depois de findadas as obras de dragagem. Mas isso só será possível se existir como acessar o porto. Hoje, a principal via para da Grande Vitória e do Estado é é a BR-447", afirmou.


Já o prefeito Juninho afirmou a importância do diálogo com os empresários na construção de mais um instrumento de planejamento. "Temos que ouvir sempre que conhece e quem mais é impactado pelas dificuldades de mobilidade, principalmente no momento posterior à conclusão do documento para viabilizar investimentos junto aos governos e iniciativa privada", analisou o prefeito.