Notícias

Emef Virgílio Francisco Schwab realiza ação de conscientização sobre o Setembro Verde

IMG_7840No próximo dia 21  é comemorado no Brasil o Dia Nacional de Luta das Pessoas com Deficiência e, pensando nisso, a equipe pedagógica da Escola Municipal de Ensino Fundamental (Emef) Virgílio Francisco Schwab, em Porto de Cariacica, realizou uma semana inteirinha de atividades voltadas ao Setembro Verde, que visa a conscientização sobre a inclusão social das pessoas com deficiência.IMG_7836

Cartazes, textos e pinturas foram algumas das atividades produzidas pelos alunos e, o ponto alto foi o projeto “Cinema para todos”, onde as turmas se juntaram para assistir filmes que debatiam a temática .

IMG_7822De acordo com a professora colaboradora das ações inclusivas, Márcia Barbosa Monteiro Gegenheimer, a idealização do projeto envolveu toda a escola, o que resultou no sucesso da ação. “Foram muitas mãos se empenhando neste projeto. Aqui conseguimos fazer uma inclusão real. Nós conversamos, debatemos, e deixamos claro para os alunos que somos todos iguais, sem distinção. Estamos trabalhando com livros e filmes que incentivam a inclusão social destes alunos que possuem alguma necessidade e, a aceitação e envolvimento dos colegas da turma está sendo surpreendente”, relatou. IMG_7842

Para a pedagoga do turno matutino, Francilma Fernandes,  foi gratificante realizar o projeto. “Após uma formação, a professora surgiu com a ideia de aderirmos a campanha do Setembro Verde na escola. Abraçamos a causa e, com o auxílio dos demais profissionais conseguimos realizar todos os trabalhos de conscientização propostos aos alunos, como produção de cartazes e apresentação de filmes. Foi uma semana muito produtiva”, destacou.

IMG_7815O estudante Henrique Teixeira, de 14 anos, é cadeirante. Ele contou que participa das atividades com os colegas e que esta semana, para ele, foi muito especial. “Minha relação com os colegas da turma é muito boa. A gente brinca bastante, mas também fazemos as atividades que os professores passam. A semana foi bem diferente, e eu gostei dos filmes que discutem sobre sermos todos iguais”, explicou.

 

''

Escrito por

O autor não acrescentou qualquer informação a seu perfil ainda