Notícias

Ação em Terminal comemora Dia Mundial de Conscientização da Violência contra a Pessoa Idosa

dc626c29-ca22-4ac7-9eea-16e15b555ebfEm comemoração ao Dia Mundial de Conscientização da Violência contra a Pessoa Idosa, celebrado em 15 de junho, o Conselho Municipal dos Direitos do Idoso de Cariacica (Comdic) realizou na manhã desta quarta-feira (14) uma ação no Terminal de Campo Grande, com distribuição de panfletos para divulgar os canais disponíveis para denúncia de violências para este público. O objetivo foi o de promover uma reflexão a respeito das condições das pessoas idosas no Estado que sofrem com a violação dos seus direitos.

A ação contou também com a participação de equipes dos Centros de Referência Especializada em Assistência Social (Creas) de Itaciba e Campo Grande, da Secretaria de Desenvolvimento Social (Semdes).

O presidente do conselho, Moíses de Souza Costa, participou do evento orientando a população sobre os locais disponíveis para denúncia e informando que o Comdic é também um canal de denúncia, responsável pelo encaminhamento do agredido aos locais de atendimento. O fluxograma da violência contra a pessoa idosa passa do atendimento médico ao encaminhamento da vítima para a Delegacia do Idoso, ao Ministério Público e também para acompanhamento psicossocial no Creas.

Os frequentadores do Terminal de Campo Grande foram abordados pelas equipes do Comdic e do Creas e receberam orientações e panfletos que indicam os locais onde se deve denunciar maus tratos às pessoas idosas. O presidente do conselho também falou aos presentes sobre dados da violência e violação de direitos contra este público contabilizados pelo Governo Federal.

Violação de direitos

Moíses contou que no ano passado os números apresentados pelo Ministério da Justiça e Cidadania sobre a violação de direitos desta parcela da população mostravam que as quatro violências mais sofridas pela pessoa idosa eram por negligência (77%), violência psicológica (51%), abuso financeiro e econômico ou violência patrimonial (38%) e violência física e maus tratos (26%).

Dados do Disque 100, serviço de utilidade pública da Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República (SDH/PR), vinculado a Ouvidoria Nacional de Direitos Humanos, apontam que em uma única ligação são denunciados mais de um tipo de violência. Para se ter uma ideia desta triste realidade, a cada 10 minutos, um idoso é agredido no Brasil.

Os números obtidos pelo serviço apontam para uma triste constatação. Em 2016 o Disque 100 recebeu 61.953 denúncias, sendo que 54,37% delas, em um total de 33.681, a violência e violação de direitos foram feitas aos idosos pelos próprios filhos.

O Disque 100 é destinado a receber demandas relativas a violações de Direitos Humanos, em especial as que atingem populações com vulnerabilidade acrescida, como: Crianças e Adolescentes, Pessoas Idosas, Pessoas com Deficiência, LGBT, Pessoas em Situação de Rua e Outros, como quilombolas, ciganos, índios, pessoas em privação de liberdade.

Maus tratos

A Organização das Nações Unidas instituiu 15 de junho como o Dia Mundial de Conscientização da Violência Contra a Pessoa Idosa. A data foi definida para alertar a sociedade sobre o número crescente de maus tratos cometidos à população da terceira idade

A Política Nacional do Idoso (Lei 8.421/94) é, desde 2009, (Decreto nº 6.800/2009), coordenada pela Secretaria de Direitos Humanos através da Coordenação Geral dos Direitos do Idoso – CGDI e tem por finalidade: Assegurar direitos sociais da pessoa idosa e criar condições de promover sua autonomia, integração e participação efetiva na sociedade.

''

Escrito por

O autor não acrescentou qualquer informação a seu perfil ainda